Concrete Logo
Hamburger button

Como fazer integração contínua no Android – parte 2

  • Blog
  • 19 de Março de 2014

Como vimos semana passada, na primeira parte desta série, o primeiro passo para implementar integração contínua no Android é retirar a IDE (ambiente de desenvolvimento) do processo de compilação, testes e empacotamento. Vimos que temos algumas possibilidades: ANT, Gradle e MAVEN e que por aqui nos concentraremos neste último. Oras pois… então vamos a que viemos!

Para desenvolvermos o projeto, será preciso preparar nosso ambiente. Queremos que o build seja facilitado para ser usado pelo servidor de Integração Contínua, mas não vamos abrir mão das facilidades que temos de desenvolver no Eclipse. Assim, precisaremos de:

ADT Bundle;
Maven 3.1;

Cuidado com a versão do Maven!!! O plugin para compilação de projetos Android do Maven pede que a versão mínima seja 3.1. No entanto, a versão default que temos em distribuições Linux Debian em geral é a 3.04. Se você já possui o Maven instalado, verifique com o comando:

[code]
mvn -version

Apache Maven 3.1.1 (0728685237757ffbf44136acec0402957f723d9a; 2013-09-17 12:22:22-0300)
Maven home: /usr/local/apache-maven-3.1.1
Java version: 1.7.0_51, vendor: Oracle Corporation
Java home: /usr/lib/jvm/java-7-oracle/jre
Default locale: en_US, platform encoding: UTF-8
OS name: "linux", version: "3.11.0-18-generic", arch: "amd64", family: "unix"
[/code]

A versão do Java precisa ser 6 ou mais. Com as últimas versões do ADT Bundle é possível usar algumas features do Java 7 como diamond operator, try-with-resources (essa feature só pode ser usadas em versões 19+ do Android), entre outras.

Neste ponto é importante exportar uma variável de ambiente chamada ANDROID_HOME apontando para a pasta sdk dentro do ADT Bundle. Por exemplo:

[code]
➜ app-android git:(master) echo $ANDROID_HOME
/home/victor/dev/android/adt-bundle/sdk
[/code]

A instalação do Maven e a exportação da variável será necessária também no servidor de Integração contínua!

Agora podemos preparar nosso Eclipse (aquele que vem dentro do ADT Bundle). Primeiramente vamos habilitar o Eclipse Marketplace nele. O problema é que o Google desabilita por padrão o Marketplace do ADT Bundle. Mas não tem problema… é simples trazê-lo de volta para a IDE.

  • Selecione o Marketplace client e prossiga com a instalação
  • Após reiniciar o Eclipse, vá em Help -> Eclipse Marketplace

Agora temos que encontrar o plugin de Maven para Android no Marketplace. Basta procurar por m2e android e ver o resultado. Importante utilizar o plugin feito pelo Ricardo Gladwell:

Após reiniciar o Eclipse (de novo!!!), só falta mais um passo. Selecionar a instalação default do Maven para execução:

  • Vá em Window -> Preferences
  • Maven -> Installations
  • Clique em Add e selecione a pasta da instalação do seu maven 3.1

Fácil né?  Essa foi a preparação do ambiente. No próximo post vamos ver os detalhes do desenvolvimento Maven no Android. Dúvidas até aqui? Só deixar nos comentários!