Concrete Logo
Hamburger button

Como gerenciar seu tempo usando Agile

  • Blog
  • 1 de Dezembro de 2017

Hoje em dia, uma pergunta muito relevante no ambiente corporativo é como gerenciar nosso tempo. Como conseguir fazer isso até conseguir uma hora adicional no dia?

Ao planejar as coisas, é muito comum esbarrarmos em algumas interferências paralelas, que acabam trazendo outras tasks ao objetivo que projetamos. É claro que quando temos algo realmente importante sempre conseguimos tempo para executar, então é importante mentalizar bem e seguirmos focados. Mas sempre esbarramos em algo não planejado que nos faz postergar o que estava fazendo antes, e o que era importante mesmo acaba ficando para amanhã. Certo?

Não podemos ter mais tempo

A verdade é essa, não dá para nosso dia ter mais de 24 horas. Mas o tempo vai acomodar o que escolhemos encaixar nele, então a chave para gerenciar esse tempo é tratar nossas prioridades como se fosse a limpeza de alguns objetos da dispensa de casa: alguns são para ser jogados fora, outros precisam ser repostos.

Em vez de “eu não tenho tempo para fazer x, y, z”, deveríamos dizer “eu não faço x, y, z, porque não são prioridades”. Essa é a expressão mais precisa. A longo prazo, temos o poder de encher nossa vida com coisas que merecem estar nela, então como fazer isso? Como tratar nossas prioridades como se fosse a limpeza de objetos da dispensa de casa? O primeiro passo é identificar quais são essas prioridades, e aí podemos pensar em duas estratégias.

A primeira, no lado profissional: geralmente avaliamos oportunidades de crescimento no fim do ano em nossas empresas. Vamos imaginar que o ano foi incrível profissionalmente, com grandes conquistas. Agora pense em duas ou três coisas que você fez para tornar esse ano incrível. Pensou? Com isso, já pode escrever seus objetivos para o próximo.

Podemos colocar esses objetivos em um kanban, seja online ou com post-its, anotar quais são os possíveis impedimentos que poderiam acontecer para atrasar o alcance das suas metas e quais foram os caminhos que tornaram mais fáceis tais objetivos. Sempre uso essa estratégia quando vou escrever meu próximo livro.

A segunda estratégia é usar a mesma premissa em nossa vida pessoal. Quais foram as coisas que fizemos para tornar o ano mais incrível? Juntando as duas listas temos pelo menos seis metas em que podemos trabalhar no ano que vem. Agora temos que dividi-las em etapas executáveis, depois de listá-las no kanban. Cada uma vai ter que ter um espaço para anotações relevantes e para especificar quanto tempo levou para fazer aquela tarefa, por exemplo.

Tire um dia da semana para rever suas metas. Isso vai tornar a experiência como um todo bem agradável, à medida em que você vai vendo seus projetos evoluírem e sendo concretizados. Pausas no trabalho podem ser usadas para meditar na evolução dos seus projetos e não na execução.  É como se fosse uma Daily Scrum (reunião feita para que o time saiba o que todos fizeram no dia anterior, assim como identificar impedimentos e priorizar o trabalho a ser realizado no dia que começa), mas só você participa.

Nesses momentos de meditação sempre aparecem novas ideias e conseguimos visualizar melhor os objetivos como um todo. Mesmo que estejamos ocupados, nós temos tempo para o que importa. E quando focamos no que importa, podemos construir a vida que queremos no tempo que temos.

Quer saber mais sobre a nossa cultura e como nossos times trabalham? Dá uma olhada no nosso Blog.