Concrete Logo
Hamburger button

Saiba como foi o Coders on Beer de Android no Rio

  • Blog
  • 21 de Junho de 2018

Uma noite marcada pela resenha. Assim foi o Coders on Beer de Android, que aconteceu na última semana, na Concrete Rio. Rio debaixo de chuva (bugou? rs), abertura da Copa do Mundo… tinha tudo para dar ruim, mas ganhamos de goleada. 😛

Raphael Bernardo (aka SiniXtro) abriu o evento falando sobre Segurança em Desenvolvimento Android. O CSer destacou alguns pontos de atenção que, a qualquer distração, podem ser convidativos para uma pessoa mal intencionada pegar dados pessoais.

Segundo “SiniXtro”, ao longo de sua carreira como Androider ele já viu alguns vazamentos acontecerem por meios inesperados. “Hj em dia a segurança da informação é algo que todos deveriam se preocupar, no entanto, algumas pessoas não dão o devido valor. Justamente por ser um tema talvez não muito abordado, mas de extrema importância, que fiz questão de falar sobre ele”, explicou.

Já Marcos Castro fez do Coders on Beer um verdadeiro stand up comedy (oh cara engraçado! :P) para falar sobre Tools, ferramenta usada tanto para melhorar o design da aplicação quanto gerar dados vistos apenas pelo ambiente, além de resolver alguns problemas de erro antes mesmo da compilação. “E também alguns warnings que aparecem no ambiente e que você pode resolver com o Tools antes”, disse.

Com o Tools, você pode usar alguns dados fakes que simulam o mais próximo que pode chegar do que vai ser o aplicativo real quando entrar em produção. “É bem simples usar na hora em que vamos desenvolver algum layout ou funcionalidade. Mesmo assim, as pessoas não sabem o quão poderosa é essa ferramenta. Você consegue fazer tudo ali na hora sem precisar buildar”, vibrou Marcos.

Bruno Vieira ficou encarregado de fechar o evento. Nosso dev deu uma aula sobre Flutter, SDK-promessa da Google, que (ao que tudo indica) vem para revolucionar a ideia de desenvolvimento cross-platform e para fazer frente ao React Native e o Ionic, que, mais cedo ou mais tarde, apresentam quedas de performance e problemas no desenvolvimento.

“É provável que a gente tenha que recorrer a alguma solução mais cross-platform no futuro, por isso o Google criou o Flutter, porque ele otimiza alguns processos que outras ferramentas não fazem. Tudo bem que o Flutter não está maduro o suficiente, mas podemos testar a ferramenta em aplicações mais simples, protótipos e tal… aí vale a pena”, deu a dica.

Você estava aqui? Conte para a gente como foi! Se você não veio, fique atento às nossas redes sociais para participar dos próximos. =) Semana que vem tem Coders on Beer de Produto, em São Paulo e as vagas já estão acabando… Mas ainda dá pra se inscrever. Clique aqui.